De salto alto

por Marcial Salaverry

Acabou de acabar o jogo da ÁFRICA DO SUL contra o brasil. A seleção entrou em campo, com a "cara do Luxemburgo", ou seja, cheia de empáfia, certa de que era a melhor equipe, que é composta de craques consagrados, quase todos já negociados com equipes européias e, justamente por isso, sem nada a provar. Ledo engano. Os africanos entraram, querendo provar que sabem jogar e, ao verem que os brasileiros não estavam "a fim" de jogo, começaram a "gostar do jogo" e foram para cima. Nossos craques só sabiam cair em campo e olhar feio para o juiz, tentando cavar faltas. Não queriam arriscar suas ricas e preciosas canelinhas, fugindo das divididas, como o diabo foge da cruz. E tome olhares feios para o juiz. O tal do Giovani, então, não jogou nadica de nada. Agora, como sabe olhar feio... Enfim, alguém precisa ensinar a esses meninos que jogo não se ganha na véspera, que nenhum adversário é bobo e que, sem "garra", sem vontade de vencer, as vitórias não vem. Contra a Eslováquia, considerada perigosa, mostraram essa vontade. Todavia, contra a África do Sul, foi o papelão que foi... Bem, foi justamente a "cara do Luxemburgo"... Resta saber se contra o Japão teremos jogo. Agora o chato mesmo, foi ver os sulafricanos dando "OLÉ" na seleção brasileira... A que ponto chegamos... Não seria possível a nossa Justiça pedir a extradição do Wandeco? Quem sabe se, sem técnico (esse técnico), a seleção engrena...

line1.gif (910 bytes)