Euricão, que papelão!

por Marcial Salaverry

O futebol brasileiro está repleto de figuras folclóricas. Algumas mais famosas, outras menos. Tivemos Vicente Matheus, que se celebrizou por frases que passaram para a história, enriquecendo o anedotário brasileiro. Muitos chegaram a supor que ele falava propositadamente todos aqueles absurdos, só para aparecer. Mas era uma figura simpática. Apesar de algumas atitudes mais radicais, nunca perpetrou absurdos como os de Euricão. Tivemos Dario Maravilha, Manguinha, Tulio e outros, que nos deixaram algumas frases célebres. Mas sempre foram figuras simpáticas. Tivemos Vicente Feola e suas sonecas no banco de reservas. Mais recentemente, a figura de Bastos Neto que também é um mestre no preparo de abobrinhas.
Agora, a figura de Euricão já começa a se tornar sinistra. Não bastassem as constantes invasões de campo e ameaça a juizes, não bastassem as atitudes de pequeno ditador com que sempre dirigiu a vida do Vasco da Gama, não bastassem as intervenções atrabiliárias na CPI do Congresso, agora essa nefanda figura conseguiu se superar. Ora vamos, demitir um técnico competente como Oswaldo de Oliveira pelas razões admitidas de público pelo dito cujo, é um absurdo dos mais absurdamente absurdos, senão vejamos:

  1. Somente porque Oswaldo não quis atender uma determinação SUA (do Euricão) para que o horário do treinamento fosse alterado, ele o demitiu. Gente, o que é isto? Horário de treinamento é de alçada exclusiva do técnico. Entre outras coisas, é pago para isso.
  2. Agora o motivo mais determinante da demissão foi, segundo palavras do próprio Euriquinho, o fato de ter dado um abraço em Felipão. Ora bolas, "seu" Eurico. V. Excia. queria que ele cuspisse na cara do Felipão, xingasse sua mãe e lhe desse uma porrada, só porque teve a audácia de empatar com o Vasco? Ou foi porque Felipão contestou suas manobras para a quebra do regulamento. Aliás, regulamento esse que continha sua assinatura, que parece nada valer.

Agora, depois disso tudo, o que me parece lamentável, foi a pressa com que Joel Santana pegou a vaga. Parece-me ser falta de ética profissional. Nenhum técnico deveria aceitar essa vaga, para dar uma lição nessa figura tão nefasta para o futebol brasileiro.
Até quando teremos que aturar certas figuras, que só fazem atrapalhar o bom andamento das coisas?

line1.gif (910 bytes)