Cartolagem

por Marcial Salaverry

Os acontecimentos que envolveram ultimamente o Vasco da Gama e a figura soturna de seu indigno Presidente, aquele tal, conseguiram jogar uma cortina de fumaça sobre as CPI's. Já repararam que quase não se fala mais nas CPizzarias. As pizzas que estão saindo devem ser muito boas, senão como se explicaria o incrível crescimento da barriga daquela figura. Só a poder de muitas pizzas...
Vamos, então, falar de outro assunto que também é importante e já está ficando esquecido. A quebra do sigilo bancário dos dirigentes de nossas principais agremiações esportivas. Isso se torna necessário, porque tem que haver alguma explicação sobre o destino do dinheiro obtido com a venda de tantos jogadores para o exterior. Meus amigos, é muito dinheiro, ou por outra, foram muitos negócios cujos valores nunca são bem explicados.
A intermediação dos empresários encobre muita coisa obscura, senão vejamos, um jogador tem sua venda intermediada pelo empresário "A", para um clube pequeno do Uruguai por exemplo, por um valor irrisório. Esse craque jamais veste a camisa desse clube, que só serve de ponte. Daí, é fechado o real negócio, com um clube europeu por alta soma. E daí ? Daí que o fisco brasileiro foi ludibriado. Essa diferença fica diretamente em contas dos paraísos fiscais que pululam pelo mundo afora. E esses negócios de empréstimos de jogadores, então... É muito esquisito... Fulano de tal é vendido por uma merreca qualquer para um clube europeu, que não o utiliza e então o repassa por empréstimo para outro clube brasileiro... negócios muito mal explicados, sempre envolvendo altas somas sem explicação.
Tais negociatas precisam, realmente ser muito bem esclarecidas e, sem dúvida alguma se comprovada a má fé dos envolvidos, estes precisam ser banidos para o bem do futebol. Os torcedores é que ficam fazendo papel de bobos, elegendo ídolos de barro. Na falta de jogadores, fazem de dirigentes seus ídolos... e é aí que mora o perigo, pois dão muita força a quem não merece sequer um pouco de atenção. Vamos aguardar para ver se as CPI's são desenterradas e se alguma coisa vai ser feita. Quem viver, verá.

line1.gif (910 bytes)