Coisas da "coisa"... que coisa feia

por Marcial Salaverry

Chega a ser verdadeiramente inacreditável a quantidade de delitos cometidos por esse indivíduo (no jargão policial, toda pessoa passa a ser indivíduo) que se auto-intitula "Dono do Vasco". O mais incrível, é que ainda existem pessoas (ou indivíduos, também?) que ainda tem o desplante de sair em sua defesa. Em rápidas pinceladas, vejam a história:

Em 1998 foi fechado um acordo entre o Vasco da Gama e o então Nations Bank, (posteriormente adquirido pelo Bank of América), tendo sida criada a Vasco da Gama Licenciamentos, que injetou grande soma no clube. Os valores e tudo o mais, foram noticiados pela Imprensa e não vale a pena ficar repetindo tudo. O que vem ao caso é que o dinheiro foi desviado de maneira totalmente irregular, tendo ido parar em contas de certo "paraíso fiscal". 

Desse desvio resulta que o clube está falido, não está pagando seus compromissos mais urgentes... o dinheiro está aonde? Perguntem à Coisa.

O Vasco da Gama encheu-se de empáfia, fez projetos mirabolantes, tais como : "São Januário o estádio mais moderno do mundo" (nós vimos isso na final da JH). "Vasco da Gama: a seleção olímpica do Brasil". Contratou a fina flor de nossos atletas, muitos dos quais romperam compromissos que tinham com outras Empresas, acreditando num "verdadeiro projeto olímpico que levaria o Brasil a glórias nunca vistas". E agora, José?

Acabou o dinheiro do Vasco da Gama, que agora anda de "chapéu na mão", pedindo "uma esmolinha pelo amor de Deus" às equipes cariocas e até ao Flamengo (pasmem).

Enfim, enquanto a Coisa empregava o dinheiro do clube na compra de mansões, coberturas, propriedades na Flórida, lanchas e sabe-se mais lá o que, os cofres vascaínos iam se esvaziando, até chegar nesse estado de coisas.

Agora o pior de tudo, é que essa atitude imoral dessa Coisa, forçosamente vai levar futuros candidatos a investidores a repensar a decisão de investir no futebol brasileiro, pois se este é o retorno que eles poderão ter, nada feito.

É por isso que se impõe uma punição exemplar, para que possamos "limpar nossa cara", e mostrar lá fora que a desonestidade será punida. Portanto é urgente que duas medidas sejam tomadas: 1º CASSAÇÃO DA COISA - 2º CAÇAÇÃO DA COISA. 

Esse estado de coisas não pode continuar. Que coisa, sô!!!

line1.gif (910 bytes)