Descaminhos do futebol

por Marcial Salaverry

Vendo as declarações que os indiciados estão fornecendo às CPI’s, chega-se à conclusão de que agora, mais do que nunca, está instituída a "técnica da enrolação", na qual sempre fomos peritos. Só que agora, a coisa está ficando muito séria. Todos os que compareceram, deram longos depoimentos, mas não falaram nada, nada esclareceram...
Todas as dúvidas persistem, o que só nos pode levar a uma conclusão: tem muita coisa podre sendo enfiada para baixo do tapete.
A imprensa escrita e falada tem que ficar em cima. Juca Kfouri, José Trajano, Flavio Prado, tem "botado a boca no trombone" e não podem parar. Não se pode permitir que tudo isso que está sendo denunciado vire pizza, para encobrir amigos. Quem fez a besteira, tem que ser punido.
Outra coisa interessante, é o "alto nível" das declarações desses dirigentes de fancaria.
As sandices que a Coisa insiste em vomitar pela imprensa é a coisa mais cômica que existe. Aliás, seria cômica, não fosse trágica.
Agora temos outras "pérolas". Vejam que belo e educativo diálogo foi travado pela Imprensa entre Jaildo Dantas, presidente da agremiação pernambucana Unibol, e Carlos Alberto de Oliveira, da Federação Pernambucana de Futebol:
Jaildo Dantas: "Ele é um psicopata, alcoólatra assumido e mau caráter. E não tenho medo de processo"
Calos Alberto de Oliveira: "O presidente da Unibol é débil mental e idiota, e acha que pode subjugar os outros, só porque tem dinheiro".
Muito educativo. Revela com exatidão o "alto" nível de nossos dirigentes esportivos.
Sem mais comentários.

line1.gif (910 bytes)