Circuito Brasileiro de Corridas de Aventura

por Marcial Salaverry

Um dos maiores desejos de todas as pessoas normais, é passar um fim de semana tranquilo, se possível bem relaxadamente estirado em uma rede, à beira de uma piscina, e com a bebidinha favorita do lado. Bem... este é o desejo das pessoas ditas normais, porque tem uma turma de doidos que entende como um fim de semana relaxante, dedicar-se a atividades, digamos, inortodoxas, como por exemplo participar de uma competição chamada Corrida de Aventura, que proporciona um delicioso convívio com a natureza, deixando ao seu final os participantes sobreviventes em um estado de êxtase total. Afinal, ainda estão vivos e felizes.
Neste último final de semana (10 e 11/3), nossos amigos foram "passear" na região de Sete Barras, no Vale do Ribeira, mais exatamente no Parque Estadual Carlos Botelho.
Os sádicos organizadores, Alexandre Salaverry, Vladimir Togume e os irmãos Eduardo e Roberto Portela, esmeraram-se em dificultar ao máximo a tarefa das 30 equipes participantes. Procurem seguir o roteiro. 
Imaginem primeiro o local: Mata Atlântica, numa região bem agreste, vegetação espessa, montes, subidas e descidas, cachoeiras, rios, (não sei se teriam jacarés, não). Enfim, uma região paradisíaca. Visualizado? Agora vamos às tarefas a serem cumpridas.
Inicialmente o "trekking" (que treco é esse?), que é uma alegre caminhada pela mata, de "apenas" 20 km (carregando um enorme equipamento de sobrevivência), tendo que achar o caminho, usando apenas a bússola e a carta topográfica (mapa) da região, tentando achar os "pontos de controle" definidos pelos "carrascos organizadores".
Sobrevivendo à primeira parte, temos agora uma "provinha" de "Mountain Bike", que não passa de um agradável passeio de bicicleta pelas subidas e descidas mencionadas acima, em terreno pedregoso, esburacado (enfim, totalmente adequado para passeios ciclísticos). Geralmente tais provas são a alegria dos ortopedistas...
Para facilitar tudo, temos à noite, uma prova de canoísmo. Considerando que pela sinuosidade do rio já seria heróico percorrê-lo durante o dia, imaginem o sadismo dos organizadores determinando essa prova, à noite. Realmente, em uma noite de lua cheia, é um passeio lindo. Experimentem...
Para encerrar, nada como um gostoso banho de cachoeira, só que esse banho é tomado com uma adrenante descida em "rappel", que, para quem não sabe, é a descida de uma montanha, de uma cachoeira, ou de qualquer obstáculo que surja, empregando-se cordas e, claro, um equipamento sofisticado de ganchos, roldanas, etc. oferecendo segurança total (ou quase) aos praticantes.
A equipe vencedora dessa competição, foi a Equipe Aventura, composta por Alexandre Freitas, José Roberto Pupo e Karina Bacha. A eles nossos mais efusivos parabéns. Realmente merecem.
Na realidade todas as equipes participantes podem ser consideradas vencedoras, pois é necessário ter uma alta dose de espírito de aventura para esse tipo de esporte mais do que radical. Pergunte a qualquer um dos participantes que enfrentaram as agruras da etapa Carlos Botelho, se irão participar da próxima etapa, que será realizada no Parque Estadual do Alto Ribeira- PETAR, entre os dias 7 e 8 de abril. Podem ter certeza de que já estão lá. 
Certamente não trocariam esse esporte por coisa alguma neste mundo.
Até para quem fica de fora, e não tem todo esse espírito aventureiro, chega a ser apaixonante só de ler as peripécias vividas. Realmente impressionante.
É aquele desafio aos limites que poucas pessoas se atrevem a fazer.
Para quem desejar maiores detalhes sobre esse assunto, bem como sobre essa competição em particular, basta acessar:

Desde já todos estão convidados a participar da próxima etapa. Seja como participantes, seja apenas para ter esse convívio com a natureza tão saudável, e verificar in-loco, até onde o espírito de aventura pode levar as pessoas. Aliás, para quem não sabe, o PETAR fica próximo à Caverna do Diabo, na região de Eldorado Paulista, uma das regiões mais belas do Estado de São Paulo, então já é um passeio que vale a pena ser feito. E de quebra ver como pessoas de espírito aventureiro prefere passar os fins de semana.

line1.gif (910 bytes)