PELÉ e maradona

por Marcial Salaverry

Acontecem coisas que, se não fossem ridículas, poderiam ser consideradas como divertidas. 
Quando houve aquela polêmica entre Pelé e maradona, sobre qual dentre os dois deveria receber o título de Atleta do Século (como se pudesse haver alguma dúvida nesse sentido), escrevi um artigo nesta coluna, tecendo comentários sobre as diferenças gritantes existentes entre um e outro quer seja como atletas, analisando o desempenho em campo, quer seja como pessoas, dissecando a vida particular.
Foi difícil traçar algum parâmetro, tão gritantes são as diferenças existentes.
Após o julgamento justo que deu a Pelé o que por justiça era de Pelé, considerei o assunto morto e enterrado, como está, aliás, o desafeto de Pelé, afundado no pó... do esquecimento.
Estou desenterrando o caso, por ter recebido um e-mail desaforado de um torcedor argentino (só podia ser), no qual essa pessoa teve o desplante de dizer que "Pele no es nada", e que "maradona es un Dios". Realmente esse indivíduo está completamente fora da realidade. Talvez tenha seguido o exemplo de seu ídolo...
Francamente, não posso entender como tanto tempo após o evento, essa pessoa resolveu polemizar agora... quando o mundo inteiro reconheceu os fatos irrefutáveis.
Realmente, não há o que se discutir.
Como atleta, Pelé tem uma coleção de títulos que maradona sequer em sonhos atingiu. As estatísticas estão aí, para quem quiser ver, ou souber ler. As épocas foram outras. Os torneios foram outros. O futebol que se jogava era diferente, o que sempre dificulta uma análise fria.
Contudo, tanto podemos analisar o desempenho de ambos por suas respectivas Seleções Nacionais, quanto em defesa dos clubes defendidos, os números apresentam diferenças gritantes e sempre favoráveis a Pelé. Portanto, discutir-se o que?
Agora, estatísticas à parte. Para a escolha de uma figura que represente um Atleta do Século, há que se considerar também e principalmente, sua conduta fora do ambiente esportivo, como pessoa. E aí, convenhamos, é covardia traçar-se algum parâmetro.
A figura de um atleta sempre será um espelho para os jovens. Pelé, pela sua vida, pode ser indicado como exemplo para todos os jovens do mundo, e maradona? Que exemplo oferece? Todos sabem em que inferno ele transformou sua vida. Exemplo para a mocidade? De que? Só se for usado como exemplo do que NÃO se deve fazer na vida.
Sem dúvida, esperava não mais falar nisso, mas quis dar uma resposta adequada para essa pessoa.
Lamentável é que alguém ainda queira discutir o assunto.
Considero-o aqui encerrado. Realmente, não vale a pena gastar-se mais velas com tão mau defunto. Deixemo-lo no pó...
Só para encerrar, PELÉ É PELÉ, e maradona é maradona.

line1.gif (910 bytes)