Parabéns Fluminense

por Marcial Salaverry

Clube tantas vezes campeão... Nestes 100 anos de glórias, o tricolor carioca conseguiu muitas glórias, muitos títulos. Dados estatísticos é o que menos conta , pois são mui facilmente conferíveis em qualquer jornal ou revista esportivos, e já foram publicados à exaustão.
Sei que foram muitos, e alguns verdadeiramente gloriosos, e não apenas no futebol. Inúmeros atletas já honraram suas gloriosas cores.
Desejo parabenizar o Fluminense, não apenas pelo centésimo aniversário, mas também por uma atitude que denota bem a atenção que sua Diretoria dá às glórias do passado, pela carinhosa homenagem prestada a um dos maiores atletas que já defendeu essa agremiação.
Falo de Telê Santana, o querido "Fio de Esperança", que foi lembrado pelos diretores tricolores, em uma homenagem muito especial e simpática.
Telê foi, ao lado de nomes gloriosos, um dos símbolos da garra e da vontade de vencer.
Sua dedicação em defesa do Fluminense foi um dos marcos de grandes conquistas.
Era notável seu posicionamento em campo. Seu notável senso de colocação sempre o posicionava onde a bola iria estar. Parecia um caso de amor, pois a redondinha sempre o procurava. Ou era ele que estava em todos os cantos do campo, aonde a bola deveria passar. Além de gols decisivos que marcou, Telê era especialista em lançamentos precisos, colocando seus companheiros na cara do gol. Enfim... o chamado jogador completo, pois quando era necessário, era um excelente "ladrão de bolas", dando muito boa cobertura à defesa, sempre que preciso fosse.
E Telê levou consigo esse posicionamento em campo, e quando começou sua gloriosa carreira de técnico de futebol, sempre procurou ensinar como ter essa colocação em campo aos jogadores que dirigiu, tendo modificado a maneira de atuar de muitos deles. Rai que o diga.
A história do Fluminense registra nomes históricos, como Ademir de Menezes, Carlyle, Castilho, Pinheiro, Altair, Doval, Rivelino, e tantos outros que todos conhecem.
Alguns atuaram ao lado de mestre Telê. Outros não tiveram essa felicidade.
Mais uma vez, parabenizo a diretoria tricolor, e principalmente desejo prestar esta minha homenagem ao grande atleta Telê "Fio de Esperança", bem como ao eminente técnico Mestre Telê Santana, e, principalmente ao homem Telê Santana, uma das poucas pessoas que passaram por este nosso tão maltratado futebol brasileiro, sem que nada houvesse para macular seu nome. Nunca houve uma irregularidade sequer em sua carreira. Nada que desabonasse seu nome, seja como jogador, seja como técnico, seja como pessoa.
Fica aqui registrada minha homenagem a essa figura impar, e meus parabéns à diretoria tricolor por esta lembrança.

line1.gif (910 bytes)